9 de setembro de 2006

Rica!!! (em sonhos como a da canção)

Fiquei a saber que sou rica, graças a esta notícia!
E eu que pensava que era só remediada e fazia uma vida a condizer!
Agora vou vingar-me: almoçar e jantar fora todos os dias, (e já agora porque não também tomar o pequeno almoço em bons hotéis?), contratar uma empregada que faça tudo aquilo que eu detesto fazer, entrar numa loja e não ter a trabalheira de escolher roupas: trago a loja toda e deito fora o que não servir...

Pronto, este desabafo é para não bater em ninguém... (além disso só tenho aqui o marido e ele não merece!)
Numa altura em que professores protestam e reclamam - cheios de razão na maior parte das vezes, em que estivemos 2 anos sem aumentos, em que temos a progressão na carreira congelada até não se sabe quando - aparece assim uma notícia que, para quem acredita em tudo os que os jornais dizem vai servir para nos tornar, uma vez mais, os maus da fita!
Estou farta!

Os professores não ganham o salário mínimo, mas a maior parte ganha menos do que merece (como a maioria dos trabalhadores deste país).
Um professor em início de carreira ganha cerca de 800 euros e, nos tempos que correm, gasta uma boa parte desse dinheiro no transporte para a escola...
Isto para não falar dos professores que têm prejuizo ao fim do mês e que trabalham apenas pelo tempo de serviço porque ainda têm esperança em dias melhores!

Querem fazer um estudo sério?
Então comprem um "cesto básico" e depois digam quantos dias eu tenho de trabalhar para o pagar e quantos dias tem de trabalhar um espanhol, ou outro qualquer!
Haja decência!

9 comentários:

PN disse...

Pois é, também ouvi isso e também me fez explodir. De certeza que os senhores da OCDE não viram quanto é que eu ganhei este ano, ou quanto ganhou uma colega minha com horário também incompleto que todos os dias fazia o percurso Viseu-Aveiro-Viseu. É pena que quando se fazem estes estudos só se olhe a dados teóricos. A prática é bem diferente.

PN disse...

Só mais uma coisinha. O que vale é que eu sou rica em sonhos e não sou mulher de cruzar os braços.

Hindy disse...

É realmente vergonhoso este ataque constante aos professores!

Um beijinho :o)

Kalinka disse...

OLÁ AMIGA

Venho convidá-la a espreitar o novo artigo no kalinka.

Faço a divulgação das festas anuais da vila onde vivo há 25 anos, que se realizam esta semana, tendo hoje - domingo - o ponto alto com a Procissão de Nossa Senhora da Boa Viagem.
Costuma aparecer nas notícias das 20 horas, é uma romaria muito conhecida a nível nacional.

Bom domingo.

Emiéle disse...

Olá Saltapocinhas!!!!
Estava com saudades tuas. (isto não tem a ver com o post, já viram)
Pois. Não há vida como a do professor, alguém duvida? Sobretudo essa alegria de todos os anos andarem a ver onde é que desta vez vão trabalhar, é formidável! Ninguém se pode queixar de que a vida não tem imprevistos, não é? Estes estudos são humorísticos mas, como dizes, perigosos para quem os queira usar para fins menos claros.

Barão da Tróia II disse...

Infelizmente, "decência" não parece fazer parte do léxico cá do burgo. Boa semana.

Leonoretta disse...

sim! somos tantas vezes postos abaixo de cão, principalmente os professores do 1º ciclo, que já começo a ter vergonha de dizer o que faço para sobreviver.

beijinhos da leonoreta

Santos Passos disse...

Vista a situação, terias aí uns eurozinhos pra emprestar-me? Pago um dia, quem sabe.

vinte e dois disse...

Cara amiga, ainda não fizeste a encomenda do teu Jaguar? Lá na minha escola agora é tudo desse carrinho para cima ;D