8 de agosto de 2006

Ainda o turismo...

oleiro.jpg

FARAV, 2005

Comove-me a importância que a Câmara Municipal de Aveiro dá aos turistas...
Primeiro, contra tudo e contra todos (menos os donos dos bares, é claro) foi o alargamento do horário dos bares até às 4 da manhã.

Depois é a piscina fechada: se os bares estão abertos, para que raio serviria a piscina?
Que eu saiba aquilo costuma ser cheio com água e algum cloro, não com "shot's"... portanto, não interessa!

E a cereja em cima do bolo é a Feira de Artesanato, onde os artesãos têm de pagar para estar lá a trabalhar e a mostrar o seu trabalho, atraindo assim centenas de pessoas!!
(Não confundir artesãos com vendedores!)
Estou a referir-me à olaria, uma actividade típica cá da zona, que foi praticamente erradicada desta feira!
Mas isso também não é turistico, pois não?

Já agora, alguém que me explique o que é turistico!!!

8 comentários:

brisa de palavras disse...

Olá
Quando se tomam medidas realmente não agradamos a todos...quanto aos horários dos bares entendo os dois lados...mas convido-te a ir a outras cidades do país e tu não vês só bares abertos até ás tantas como lojas.
Quanto à piscina e quanto não sei a Câmara não tem dinheiro para a pôr a funcionar e os bares que eu saiba são privados...talvez fosse uam ideia tentar a exploração da piscina com privados como acontece noutras cidades como Espinho e é gente aos milhares...( até demais)
Quanto à FARAV é já considerada uma das maiores do país , realmente pagam o que não acontece com instituições que estão lá praticamente de graça. O Artesanato de qualidade não é já uma actividade pobre há lá artesãos que fornecem 125 lojas do país e estrangeiro e estrangeiro. Achas que não deviam pagar?
Desculpa mas o crescimento de uma cidade trazem realmente pontos positivos e negativos que devem certamente ser avaliados mas temos de viver no tempo presente e há muito que Aveiro deixou de ser uma cidade pequenina...
um abraço
brisa de palavras

Jade disse...

Olá!
Realmente acho incrível que uma infra-estrutura como a piscina do Beira-Mar esteja encerrada em pleno Verão. Só soube disso a semana passada, quando uma amiga minha lá tentou ir com o filho. Disseram-lhe que estava encerrada devido a um diferendo entre a Câmara e o próprio Beira-Mar. Terá a ver com o dinheiro que a Câmara parece dever ao Beira-Mar?
Um beijo!

SaltaPocinhas disse...

Este post pretendia apenas mostrar alguns disparates relacionados com o turismo: por um lado preocupam-me "muito" autorizando os bares a estarem abertos até mais tarde, mas depois há a piscina fechada, a fraca ilumiação de ruas, a falta de locais seguros para usr as BUGAS, etc.
Não sei o que se passa nos meandros da Câmara, nem é isso que está em causa!

Hindy disse...

Voltei! Beijinhos! :o)

Didas disse...

A piscina do Beira-Mar foi rebaixada para um campeonato mundial de kayaque-polo (escreve-se assim) e agora com 2 metros de profundidade tornou-se impraticável para o pessoal que só queria ir molhar os pézitos e pôr os putos a chafurdar um bocado enquanto lia um livro. Mas por acaso não sabia que estava fechada.
Na FARAV ainda não pus os cotos este ano, mas lembra-te que foi uma das primeiras feiras deste tipo a surgir quando ainda nem estava na moda os hippies a fazer rastas pelas esquinas a 1 euro. Se o que dizes é verdade, é pena que estaja desvirtuada, mas na verdade é normal e é prática comum os expositores pagarem para estar nas feiras. Afinal de contas, uma feira pressupõe uma actividade comercial.

SaltaPocinhas disse...

@@DIDAS:
A piscina não está a funcionar e devia estar... Desconhecia essa história, mas se a modificaram deviam ter voltado a "desmodificá-la" para ela servir exactamente para aquilo que foi feita...

PN disse...

Realmente é uma tristeza que a Aveiro não tenha uma verdadeira piscina municipal. Nos últimos dias passei por várias cidades do interior e do litoral e em todas vi piscinas municipais a funcionar. No que diz respeito à FARAV este ano está recheada de polémicas, como sei que és leitora do DA deves saber a questão dos horários impostos para os expositores reporem os seus produtos, mas pior, quanto a mim, é que para além dos expositores terem de pagar (mas isso acho que sempre tiveram, os visitantes também serem obrigados a pagar 1,5 euros. Ouvi queixas de alguns acerca disso porque viam turistas voltar para trás quando se apercebiam de que tinham de pagar. Ao que parece o problema é a Câmara ter entregue as feiras à AveiroExpo, uma empresa que, a meu ver, se está a marimbar para a promoção da região e via apenas o lucro... mas afinal é uma empresa.
Enfim, muito haveria a dizer acerca disto.

SaltaPocinhas disse...

há coisa que existem para servir as pessoas e não para dar lucro: escolas, hospitais, etc...
Promover o turismo também devia estar nessa lista, embora noutro patamar, penso eu!