10 de agosto de 2006

A praia de outros tempos

Depois de quinze minutos deitada de barriga para baixo e outros tantos de barriga para cima (mais minuto menos minuto), viro-me para o meu marido e pergunto:
"O que é que estamos aqui a fazer?"
Ele riu-se, mas não me soube responder...
Daí até decidirmos vir embora da praia foram só mais 2 ou 3 minutos...

Enquanto estava deitadinha na toalha, relembrava a minha praia de antigamente.
Começava de manhã bem cedo e só terminava por volta das 11 da noite, hora a que acabava a música na marginal da Costa Nova, e que era o "toque de recolher".
A casa era alugada para todo o mês de Julho e ficava apalavrada de uns anos para os outros.
Normalmente era minúscula e obrigava a que se levasse quase tudo de casa (até o fogão!!), mas essa mini mudança também fazia parte da aventura.

Depois era o grupo de amigos que se encontrava todos os anos.
Havia uma meia dúzia que formavam o "núcleo duro" e os que se iam juntando.
Às vezes chegávamos a ser 20!
Jogávamos à bola, ao mata, às prendinhas, à cabra-cega, ao lencinho, ao gato e ao rato, ao verdade e consequência...
Divertíamo-nos imenso e não chateávamos ninguém a não ser o cabo-do-mar que recebia imensas queixas dos velhos resmungões por causa de alguma bola ou de um ringue com a trajectória mal calculada...
Ou então o dono do café quando lhe enchíamos completamente a esplanada e pediamos 3 ou 4 finos para todos!

Bons velhos tempos!

18 comentários:

aflores disse...

A minha praia de outros tempos ainda existe, mas vê lá tu que estamos proibidos de tomar banho :(
Depois, vem o problema da camada de ozono :(:(:( Em resumo: Mudei de Praia e o horário de permanência ao sol. A tradição já não é o que era. Também levavas almoço para almoçar na praia? Aquele arroz no tacho embrulhado no jornal ;);) hmmmm

Mafaldina disse...

Olha eu já não me lembro a ultíma vez que fui á praia!! O meu marido gosta mais do campo e olha....eu lá tenho ido pelos gostos dele.
Mas tenho boas recordações das minha idas á praia, principalmente na altura em que andava no infantário. Á sexta feira era o dia preferido pois tinhamos direito a um gelado, e depois cantavamos uma musica a desejar bom fim de semana á praia. ehehehehehe

folhasdemim disse...

Hoje não consigo perceber como há 20 anos atrás aguentávamos o dia inteirinho na praia :)
beijos, Betty

Crónicas de Ariana disse...

Olá!
Neste momento também não consigo passar todo o dia na praia, já lá vão os tempos...
Praia... para mim... de manhã, um passeio a molhar os pés (como que a adpatar-me à temperatura da água), só até às 11h, 11h30m. Depois à tarede, depois das 16 horas...
Evito as horas mais criticas para a exposição ao sol, mas também não gosto de estar a "fritar" ao sol.

pecola disse...

Eu, curiosamente, estou a viver melhores tempos de praia agora que antigamente. Devia ser uma miúda chata! :P

p.s. Só agora reparei que és de Aveiro. E eu que estive aí a morar nos últimos 8 meses! :P

Hindy disse...

É bom recordar!
Bjs :o)

ana disse...

tem graça, hoje postei sobre as minhas férias na praia do furadouro...

SaltaPocinhas disse...

@@ FLORES:Quanto tinha casa alugada vinhamos comer a casa mas nos últimos 2 ou 3 anos íamos de carro e levávamos arroz embrulhado em jornais!!
E (abre a boca de espanto, já está?) também levávamos sopa! E louça "verdadeira" que nessa altura começaram a aparecer os pratos de plástico mas o meu pai embirrava com eles! Imagina o carrego!
Mas continuo a ir para a mesma prais, que é optima. Os meus gostos é que mudaram!

@@MAFALDINA: De vez em quando a praia sabe bem, assim omo o campo. mas para mim praia é água e água só no algarve!

@@ FOLHAS DE MIM: é isso mesmo que me faz confusão... como era possível? Outra coisa que eu não vejo agora são os grupos com a juventude de hoje. Nunca mais vi um campeonato de "mata". E olha que o nossos até tinham público e tudo!

@@ ARIANA: Bem vinda! Eu vou só de manhã ou só de tarde e nesses horários.
Ontem saí de casa às 5 e saí da praia às 6 e pouco... nem valeu o esforço! Obrigada pela visita!

10/8/06 11:57

SaltaPocinhas disse...

@@ PECOLA: Eu também tenho dias melhores, ontem é que não estava mesmo a apetecer...

@@ HINDY: Então não é?
Principalmente quando as recordações são tão boas!!

@@ ANA: Vou já ler! O Furadouro foi a minha primeira praia e todos os anos lá costumo ir, mas só mais para setembro quando passarem as enchentes de Agosto

Ines disse...

Também não sei como ia todo o dia para a praia...
Às vezes iamos de transporte para a costa. Tinhamos de apanhar o autocarro, depois comboio, depois barco, depois autocarro... E de volta a mesma coisa.
Mas tenho-me lembrado tanto dessa minha adolescência, das conversas à beira mar, de arrefecer as latas de sumo dentro da agua do mar...
A praia tinha outro encanto... desapareceu!

José Gomes disse...

Gostei muito desta viagem que fizeste à origem dos tempos.
E revivi-me nela, nos amigos que passaram de ano para ano até irem se diluindo no estatuto casamento.
É que nessa altura amigo/marido/mulher não conjugava...
E foi assim que foram passando anos vendo o nosso grupo de Julho/Agosto i encolhendo até desaparecer um belo dia...
Que saudades! Podíamos esturricar ao Sol ou ir a nado até ao Gilreu (o penedo diante da praia de Gondarém)mas na hora de despedida, normalmente nesse dia chuvia (não percebi porquê!!!) as lágrimas não resistiam ao abraço...
No ano seguinte éramos menos...

Isaias disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Jade disse...

Olá! Gosto muito da forma como descreves as situações. Consigo visualizar na perfeição, como se as imagens estivessem a desfilar diante dos meus olhos.Por isso não resisto e venho sempre dar uma espreitadela.Até à próxima!

Mar disse...

Ainda há dias eu falava com alguém sobre a questão de as mesmas coisas que fazíamos aos 20 anos nos saberem agora a um sabor tão diferente...será que é isso envelhecer? Talvez não. Se calhar é só aprender a saborear mais e difrente. ;-)

Jade disse...

Olá! Gosto muito da forma como tu descreves as situações. Consigo visualizar na perfeição como se as imagens estivessem a desfilar diante dos meus olhos. Por isso não resisto e venho sempre dar uma espreitadela. Até à próxima!

Jade disse...

Desculpa a repetição. Como sou novata nestas coisas devo ter feito alguma asneira.

SaltaPocinhas disse...

@@ Inês: o meu pai punha a garrafa do vinho enterrada na areia à beira-mar!

@@ JOSÉ GOMES: O meu grupo também desapareceu, ou melhor, mudámos. Os casamentos e namoros acabaram com o grupo, e eu fui a primeira "baixa"!
Nós no ultimo dia tomávamos banho de pijama!


@@ JADE: Obrigada pelas tuas palavras. como não sei inventar, tenho mais desenvolvida a tecnica de descrever!!

@@ MAR: Olá, finalmente por aqui a comentar!
Sabes que tens razão? eu também penso que agora saboreio as coisas de outra forma, nem melhor nem pior, apenas diferente!
Aqui há uma meia duzia de anos tinha obras em casa e aluguei uma casa na Costa Nova... é claro que as coisas não se repetiram! É como quabdo nós vemos aquelas fotos antigas e pensamos "meu deus, mas eu vestia-me assim?"

Aragana disse...

Essa aragana sou eu mesma!

;)

A Aragana de "Os dias de Aragana".. agora tou no "araganices"

Obrigada por lá teres passado. Vou linkar-te

Bjus