25 de março de 2008

Castigo exemplar

No noticiário de hoje, ainda sobre o assunto da rapariga-histérica-do-telemóvel, mostraram a frente da escola em causa, junto ao portão.
Uma imagem feia: as paredes todas sujas e "grafitadas".

Lembrei-me então de sugerir que, em vez de mandarem a menina para casa, suspensa, podiam dar-lhe um esfregão, um detergente e pô-la a limpar os muros da sua escola!

Nem ia ter tempo para pensar no telemóvel, quanto mais brincar com ele!
E também servia de aviso a futuros delinquentes!

5 comentários:

Manga dalpaka disse...

Essa é que era!

Gotinha disse...

Envia por mail ao C. Executivo da escola. Pode ser que ainda chegue a tempo.
:-)

Angel disse...

Ora aí está! Quando eu andava no 2º ciclo, lembro-me de no Regulamento Interno da Escola haver 'castigos' para os alunos que causasssem problemas (nada comparado ao que se passa hoje) e algumas das tarefas eram descascar batatas na cantina da escola, limpar as mesas/chão da cantina, ... Se hoje em dia se pusessem algumas destas acções em prática, acredito que os menino(a)s pensavam 2 vezes antes de armarem uma peixeirada em sala de aula!

aflores disse...

Ela, se calhar não está habituada (nem ensinada) a fazer isso em casa...quanto mais na escola? E com alguma paciência, ainda vamos ter os "papás" a pedir uma indemnização à escola e à Professora.
Tens dúvidas?

Gotinha disse...

Angel, hoje em dia mesmo que fosse uma decisão do Coselho disciplinar muitos encarregados de educação não aceitariam que os filhos fizessem certos e determinados trabalhos.