3 de janeiro de 2008

Taditos dos fumadores!!


Fez-me impressão ontem, na viagem de regresso, ver os pobres dos fumadores todos à molhada à porta das estações de serviço, ao frio e ao vento (não chovia!) qual cães escorraçados.
Quem entrava ficava a olhar, entre o espantado e condoído para tal espectáculo...

Não têm direito a uns bancos (nem que sejam daqueles corridos, de madeira), a uns cinzeiros (o chão estava pejado de beatas, num espectáculo lindo!), muito menos a um telheiro para se poderem abrigar quando chove...

Mas eu sei que vivemos numa sociedade sempre a evoluir e que, assim sendo, um dia destes eles ainda vão ter direito a salas próprias para poderem fumar mais confortavelmente...
Pois, como dizia hoje uma jovem entrevistada no telejornal, se até os drogados têm direito a salas de chuto por que não hão-de os fumadores ter também??

(e o saltapocinhos - interesseiro! - aproveitou logo para acrescentar que nessas salas também deveriam fornecer tabaco à borla para os viciados!)

8 comentários:

Hands of Time disse...

Concordo em providenciarem condições para os fumadores mas que também concordo totalmente com esta lei, isso é uma verdade! Há uns meses estive em Dublin e é impressionante como todos cumprem a lei e existe respeito mútuo! Lá chegaremos :)

José António disse...

Eu gosto de fumar um cigarrito. Nos restaurantes é óbvio que escolho aqueles em posso fumar. A seguir a um café ajuda a alma a esquecer-se que também depende dos pulmões. Nas Escolas a coisa está mais complicada, mas eu estou a pensar propôr abrir um clube de jogo. Suponho que a Lei aí permite umas fumaças.

bell disse...

Concordo inteiramente com a lei. Como não fumadora, sempre achei muito desagradável que me mandassem fumo para cima principalmente quando estou a comer. Conheço pessoas que, mesmo antes da lei, já demonstravam respeito pelos outros saindo do restaurante para fumar.

Emiele disse...

Vinha dizer mais ou menos o que disse a Bell de modo que não a repito. Como tudo, as pessoas habituam-se. Lembro-me dos aviões, quando eram viagens grandes, a «zona de fumadores» parecia uma nuvem! Agora lá aguentam e não fumam. E, se existem muitíssimos fumadores que respeitam mesmo quem não gosta e se retraem, há outros que até parece terem gosto em nos soprar o fumo para cima. Quando estou a comer, detesto!!!
Uma vez, num jantar com muita gente, o tipo ao meu lado perguntou se podia fumar. Eu, educadamente, imaginando que se trataria de UM cigarro a acompanhar o café lá no final, sorri e disse que sim. Que parva! Ele acendeu o primeiro antes da sopa, e quando chegou ao café ia aí no 6º!!!! e a ventoinha a empurrar-me tudo para cima!!!

SaltaPocinhas disse...

mas eu não disse que não concordo com a lei!
aliás ela não me incomoda nada, antes pelo contrário, já que nem sequer fumo!

o meu marido fuma 1 cigarro depois do café (o que dá 2 ou 3 por dia) e nunca fuma dentro d casa nem dentro de restaurantes: procura sempre um local ao ar livre.

mas fez-me impressão ver os fumadores assim escorraçados :)

Emiele disse...

Claro que sim, devem arranjar as tais «salas de chuto» creio eu :)
Um cigarro depois do café, é exactamente o que eu considero impecável.
(Cada vez tenho mais consideração pelo saltapocinhos! até teve o bom gosto de casar contigo!)

Hindy disse...

Estou de volta!

Beijinho hindyado

peciscas disse...

Os fumadores, sobretudo os mais jovens, quando se iniciaram no tabaco, sabiam que se estavam a meter num vício prejudicial.E que lhes iria trazer muitos contratempos.Estavam avisados!
Por isso, por muita solidariedade que se tenha perante a sua fraqueza, há que não esquecer que esta lei surge para proteger os que não querem fumar.
E mesmo, se virmos as coisas mais além, também poderá reverter a favor dos próprios fumadores.
Se eles, cada vez mais, virem desvalorizado socialmente o acto de fumar, pode ser que se sintam mais motivados a largar o cigarro.