21 de junho de 2006

Ó p'ra mim a falar de... futebol!!


Há dois assuntos (entre muitos outros) dos quais não percebo patavina e, por esse motivo, evito falar deles aqui.
Um é a política, o outro o futebol.
Se do primeiro ainda vou tendo que falar de vez em quando pois afinal a política é como o pó de giz, infiltra-se em todos os lados, do segundo é que não entendo népias...
Já me explicaram milhões de vezes o que é um fora de jogo e ainda não consegui atinar!!

Mas hoje vou arriscar e falar de futebol!!
Só porque tenho lido por aí e ouvido muita gente a dizer mal do Scolari, que, tanto quanto sei, é o treinador da selecção.
Dizem que é incompetente, que ganha muito dinheiro, que escolheu fulano e devia ter escolhido beltrano... (ou vice-versa)
Eu, na minha santa ignorância, nem sabia que Portugal só tinha chegado aos oitavos de final há 40 anos!
E que hoje repetiu o feito!!

Quarenta anos??
Isso não é muito tempo?
Então, tanto a selecção como o homem que a escolheu e a treina, devem ter os seus méritos, não??
(mas isto sou eu a falar, que de futebol não percebo nada...)

Só escusavam era de dar tantos programas sobre futebol, mais os jogos, mais os resumos dos jogos, mais os debates dos jogos, mais metade das notícias dedicadas ao futebol, mais as inteligentes falas dos nossos jornalistas...
Não há pachorra!

9 comentários:

PN disse...

Olha, quanto ao Scolari eu admiro-o profundamente porque é um líder competente: sabe não só escolher a equipa, mas moldá-la no sentido dela funcionar. Era isso que faltava à selecção de futebol portuguesa há muito tempo. Sempre tivémos bons jogadores, mas eles não davam o rendimento que poderiam dar devido ao facto de não terem um seleccionador que não só os tornasse numa família, como nos fez a nós portugueses, mesmo aos mais distraídos, mesmo aos que não gostam de futebol, olhar para o seu próprio umbigo e orgulhar-se e incentivar a selecção, enquanto representantes de uma nação.
Também não percebo muito de futebol, às vezes vejo o muito que se esconde por causa do futebol, mas tambem aprecio o que sobressai graças a este evento desportivo. A festa é bonita, diga-se o que se disser.
Mas lá que é um exagero de programas sobre futebol, lá isso... é por isso que eu não vejo quase nenhuma televisão...

sonia disse...

O que eu acho é que foi preciso vir um brasileiro para nos ensinar a ter orgulho em Portugal. Eu não percebo nada de futebol, mas adoro, e não perco um mundial (a não ser quando só dá na maldita sport tv... ), mas chateiam-me à brava os programas de futebol. A RTP1 que supostamente detêm os direitos dos resumos alargados, passa pelo menos 40 minutos de entrevistas a adeptos bacocos, e relatos do pequeno-almoço dos jogadores da selecção, antes de dar os resumos propriamente ditos. não há pachorra. :(

IC disse...

Tens razão não há pachorra, eu adoro futebol, gosto da selecção e do Scolari, afinal é a minha selecção...mas este ano está na moda a malta de bem dizer mal do Scolari, infelizmente são os mesmos que dizem sempre mal de tudo e de todos, que generalizam e que só desmoralizam, enfim tugolandia.

Barão da Tróia II disse...

Tens muita razão, esta análise tá correcta, não há pachorra para tanta bola.

Carla Silva disse...

Concordo plenamente contigo - já não há pachorra para tanto futebol, é transmitido a toda a hora e repetem as mesmas coisas em todos os noticiários.
Quanto ao Scolari para mim é um líder e conseguiu algo importante -a unificação dum povo. Como portuguesa sinto orgulho na nossa selecção (apesar de saber os chorudos ordenados que todos eles ganham).
Beijinhos.

Anónimo disse...

Sim sim, mas desconfio que se não era a Senhora do caravaggio (de quem o homem é devoto), não íamos a lado nenhum!

jorgesteves disse...

Pois que não há pachorra, não! Curiosamente, a verdade é que vejo, ouço e leio tanta gente a dizer exactissimamente o mesmo que nós; talvez que, 'exactissimamente', o mesmo número de desencantados do Governo. Mesmo que as últimas sondagens apontem ao engenheiro uma confortável margem de apoio de 43%!
(Isto, claro, sem qualquer ajuda da Nossa Senhora do Caravaggio...)
Cá continuo eu a dizer... não há pachorra!

amizade,
jorgesteves

Paulinha disse...

Para mim o Scolari nem é bom nem mau treinador!! Penso que deixou de lado muitos jogadores bons, paracolocar alguns que já nem a jogar estavam!!
Também acho que devia de passar menos programação relacionada ao futebol, já enjoa!! Então as notícias!!

Emiéle disse...

Olha Saltapocinhas, “é assim”: se não fosse o meu filho acho que sabia tanto como tu. Assim sempre vai dando para os gastos…
O Scolari e as críticas que lhe fazem é como tudo na nossa terra – é-se preso por ter cão e preso por o não ter! E todos sabem muito, mais do que ele, é evidente! O que acho é que o tipo tem carisma e pulso naquela malta, que é o que falta à maioria dos nossos treinadores. Foi o que se passou com o Mourinho, tinha mau feitio mas sabia mandar. Uma selecção é um grupo de jogadores de um jogo-de-equipa que NUNCA jogaram todos juntos. É preciso muito trabalho para os unir e “fazer equipa”.
De resto, ver só vejo os jogos de Portugal, quanto ao resto tiro-lhe o som! É uma verdadeira histeria. Ah, e vou “ouvindo” os jogos que o meu filho vê.