17 de junho de 2006

Que espanto!!

Nasceu um bebé em Espanha e, que se saiba, mal nasceu chorou em português!
O jornalista bem tentava "espremer" a tia a ver se ela se queixava de alguma barbaridade, mas ela desdramatizou dizendo sempre que o que importa é que mãe e filho estão bem.

E perante o quase pânico do jornalista ela acalmou-o garantindo-lhe que a bebé ia ser registada em Elvas e ia ter nacionalidade portuguesa!
Grande tia!
E mais um jornalista-cromo!

5 comentários:

PN disse...

eheheh... isto de jornalistas a querer enfiar coisas na boca das pessoas...

Santa Cita disse...

@PN

Salvo seja!...

Emiéle disse...

Não há pachorra, Saltapocinhas!!!
Há certos meninos que devem querer "mostrar trabalho" o que tem o efeito inverso do pretendido. Em crónicas escritas também se encontra muito. ceros textos tão cheios de ideias feitas que me chocam completamente.
Repara que é naturalíssimo que um jornalista tenha a sua opinião. E se lha perguntarem é lógico que a diga e a defenda. Mas querer que os outros digam aquilo que ele está a pensar sempre me irritou.
É frequente a pergunta tipo "Não acha que isto e isto e isto, assim e assado, e mais aquilo e etc" a que muitas vezes a pessoa só deve dizer "Acho". Reparo que para não dar esse mau aspecto, muitas vezes o entrevistado repete inteiramente a pergunta, como se fosse um eco: "Acho que isto e isto e isto, assim e assado, e mais aquilo e etc" É completamente caricato!

jorgesteves disse...

Chamam-se... 'pés de microfone'!

amizade,
jorgesteves

Anónimo disse...

What a great site Venlafaxine tablets trike parts honda Cod oxycontin usa no rx 1989 honda prelude parts Mesh seat cover alpine chm5611 adapter 94 honda accord honda dealership north york Gambling roulette system free Discontinued victoria's secret bras buspirone for anxiety New honda auto Sports t-shirts Target website traffic vitamin Cheapest internet marketing strategy How much magnesium in nexium Battery operated dog 1980 honda vf1100c