26 de julho de 2006

Exames dos pequeninos

Já no próximo ano lectivo haverá exames para os pequenitos do 4.º ano.
Mais uma vez, não se trata da descoberta da pólvora, nem sequer duma novidade.
Se não me falha a memória (e estou com preguiça de ir aos papéis confirmar) a primeira vez que houve estas "provas de aferição" foi no ano 2000. E no ano seguinte voltou a haver...
Depois deixaram de ser gerais e passaram a ser só em meia dúzia de escolas para "amostragem"(?), tal como aconteceu este ano.
E, quanto a mim, esta prova, tal como as "dos grandes" também continha imprecisões.
E os erros são tão mais graves quanto mais novos são os alunos, que em apenas 4 anos fizeram um percurso de aprendizagem tão grande que, comparativamente, nunca mais farão na vida deles...

Deixo-vos um dos problemas que vem na prova de Matemática:
(A primeira parte foi scanada porque a imagem é importante...)


(clicar para aumentar)

Até aqui tudo bem (embora não ache muito correcto baralhar as crianças, num dia de "exame", com medidas que eles não aprendem)


Agora o busílis da questão, ou seja a questão 11.2:

O Rui utilizou uma régua graduada em polegadas para medir o seu lápis.
O lápis media 10 polegadas.
Quantos centímetros mede, aproximadamente, o lápis do Rui?
Explica como chegaste à tua resposta.
Podes fazê-lo por palavras, desenhos ou contas.
Resposta:_____________ centímetros.


Há aqui uma série de disparates: primeiro as crianças não aprendem a medida "polegadas".
Depois misturar no mesmo problema polegadas e centímetros e ainda a pergunta final: pedir quanto mede "aproximadamente"?
Mas não é suposto que as medidas sejam rigorosas?
Um lápis mede "aproximadamente" ou "mede" e pronto?
E há ainda a solução do problema que é completamente surrealista!

17 comentários:

Barão da Tróia II disse...

Olha se eu já achava que isso é um disparate muito grande agora acho que é uma real cagada em três actos.

Formiguinha disse...

Sou totalmente a favor de exames desde que estes tenham pés e cabeça!

Paula disse...

Estas "coisas" não são propriamente exames, são "provas de aferição" e pelo que se tem visto nos últimos dias com os exames, (e pela bonita amostra das polegadas), servirá para aferir a incapacidade de quem as faz e não as capacidades dos alunos que as irão realizar. Desculpem se me enganei...

Arte por um Canudo 2 disse...

O problema é que quem faz as provas nos seus gabinetes desconhece os programas. Depois é o que se vê.Bjs

pekala disse...

Aquele comentário ali em cima que fala da "real cagada em três actos"???assino por baixo.

Unicus disse...

O ensino precisa de um ruptura, não concordas?
Beijos (Adorei dar contigo de novo)

Emiéle disse...

Queres acreditar que não percebi?
As crianças aprendem ou não o valor da polegada? Dizes que não aprendem pelo que percebi, mas se no enunciado do problema não vem nenhuma informação como é que fazem a correlação?
(a minha cabeça não funciona bem à noite, já o disse; há aqui qualquer coisa que me escapa)

Emiéle disse...

Desculpa ainda aqui voltar. Voltei a ler e continuo sem perceber. Não dão mais nenhum dado do que aqueles? É que assim não tem pés nem cabeça! Falta qualquer coisa.

Didas disse...

Essa das polegadas está baril! Bora lixar a cabeça aos putos, weeeeeeeeeeeeeeeee!!!

100 nada disse...

Desculpa eu devo estar estúpida de todo e realmente a minha 4ª classe já lá vai há muito anos, apesar de ter estudado e trabalhar com muitos números...mas onde é que está a equivalência? onde está o "1polegada=2 meio qualquer coisa cm se não estou em erro". Se calhar estou a ver mal...

Enfim, entretanto terei de voltar à primária, para reaprender que a matemática afinal não é uma ciência exacta (palhaços!)

SaltaPocinhas disse...

Eu tinha respondido a todos, mas o meu comentário não ficou publidado.
Respondo agora à Catarina e os outros ficam também esclarecidos: No enunciado do problema as criamças podem medir a "polegada" e chegar à conclusão que ela mede 2,5 cm.
Só que acho muito confuso pôr crianças que aprenderam as medidas no ano anterior e não as dominam ainda muito bem a usar uma medida que nem conhecem para medir outra. E no stress de um exame, pois eles ainda não entendem que o exame é mais para avaliar os professores que para os avaliar a eles!
Uma outra coisa que eu explico sempre muito bem aos meus alunos é que os resultados do problema têm de ser realistas: é uma maneira de vermos se um problema está certo (se perguntar a medida duma pessoa e o resultado for 3 metros, temos o problema errado, com certeza...) Neste caso dá um lápis de 25 cm...
Grande lápis!

SaltaPocinhas disse...

Unicus Desculpa, mas não consegui perceber ainda quem és!

aflores disse...

Eu fiz "exame da 4ª classe" há muitos anos. Ainda és desse tempo não és? :o)

SaltaPocinhas disse...

Flores sou pois!!
Queres ver o meu diploma?
Não me lembro de quase nada, mas lembro-me da lição que li (ainda tenho o livro de leitura!) e da 1ª pergunta que me fizeram "o que são os nossos antepassados?"

Anónimo disse...

Here are some links that I believe will be interested

Anónimo disse...

Here are some links that I believe will be interested

Anónimo disse...

Keep up the good work royal oldsmobile Cool blue air filters garnier fructis skin care products Free web promotion materials