16 de outubro de 2008

Eu - e todos os professores que têm net - temos sido bombardeados todos os dias com milhentos e-mails acerca do tema na berra: o nosso processo de avaliação.
Ele é manifestações, ele é desistências disto e daquilo, ele é cartas abertas, ele é discussõs em blogs da moda, etc., etc.

Cada vez que leio um, imagino que a ministra também o deve ter recebido.
E imagino-a a rebolar-se a rir e a dizer de si para si qualquer coisa como "estes patetas ainda estrebucham... como se isso lhes adiantasse de alguma coisa" - ou algo que o valha.

Quanto a mim, não "boto fé" em nenhuma destas "medidas".
Os professores tiveram uma oportunidade única e irrepetível de dizer "não" a esta situação absurda e ridícula da invenção dos professores titulares.
Bastava não terem concorrido!
Não era obrigatório, não aconteceria mal nenhum a quem não concorresse.
E se não houvesse professores titulares este processo de avaliação estaria, se não acabado, pelo menos bastante comprometido.

Mas isso não aconteceu: todos concorreram!
O medo, ou a ganância, ou os dois sentimentos juntos, empurraram os professores para esta situação!
E agora querem o quê?
Concordam com uma parte e não concordam com a outra?
Mas isso é coerência?

Só nos resta uma hipótese de mostrar o nosso desagrado face a todas as sacanices que nos têm feito: as próximas eleições!
O voto é uma arma, e temos de a usar bem!

6 comentários:

Shakti disse...

Acho que já nada vai demover esta avaliação..veio para ficar...infelizmente !!

bjs

Saltapocinhas disse...

eu ainda não acredito, sou muito ingénua!

e não sou contra a avaliação, apenas contra esta!!

Lucinda disse...

Obrigada pelo apoio moral. Ainda não sei o que responder ao teu: posso? Será que vale a pena? Será que não vou presa? Por bem menos uma colega já me ameaçou com processo no tribunal.
Quanto à avaliação, como diz o outro, "os professores estão domesticados", a nossa senhora soube domesticá-los.

Angel disse...

O problema, tal cm noutros sectores do nosso país é ñ estarmos verdadeiramente UNIDOS!!! Uns por medo, outros por interesse e outros por puro egoísmo q ñ querem ver o seu $ desaparecer sujeitaram-se a esta pseudo-avaliação, q cada dia faz menos e menos sentido...

Alex disse...

Isto da avaliação não precisa de professores titulares!

O Conselho Executivo basta para avaliar nos avaliar.

aflores disse...

Sem dúvida que o voto é uma arma. O problema é que nem sempre é apontada (a arma) em quem deve ser.

Digo eu ;)