10 de outubro de 2008

Hoje de manhã, quando me levantei

mal falei com o meu marido.
Estava furiosa com ele!
E não é para menos!
Eu conto o que se passou:

À noite fomos ao bar da universidade. Estava lotado, cheio de professores.
Num canto havia uma mesa vaga que tinha duas cadeiras, mas uma delas estava entalada pelo tipo da outra mesa, por isso só uma cadeira era utilizável.
Vai daí, o meu marido sentou-se e eu fiquei de pé!

É claro que amuei e vim embora!
Ele não se incomodou nem um pouco e eu, em vez de sair, fiquei noutro canto onde estava um grupo de pessoas também de pé.
Às tantas reparei que essas pessoas tinham uns papéis nas mãos que liam e criticavam.
Imaginem a minha fúria quando descobri que esses papéis eram as cotações de uma prova que eu tinha feito com os meus alunos!
Quando lhes perguntei onde tinham arranjado aquilo, disseram que tinha sido o meu marido que lhos tinha dado!!
E eles criticavam os meus critérios e vinham pedir-me satisfações!
Lá me ia explicando e justificando, feita burra, mas às tantas decidi vir mesmo embora.

Não tinha as chaves do carro, por isso fiz-me ao caminho a pé.
Estava escuro e mal tinha dado uns passos começou a chover torrencialmente!
Mas não ficou por aqui: dali a um bocado estava já meia perdida e nessa altura reparei que havia um homem com cara de poucos amigos que me seguia!!

Estava o homem a alcançar-me e eu a desesperar quando...
... tocou o despertador!

O alívio foi imenso, pela primeira vez na vida não resmunguei com o despertador!
Com o meu marido é que foi pior, e só lhe perdoei à hora de almoço.

14 comentários:

bell disse...

lol

Isto não se faz! Eu aqui a sofrer com o teu relato, a pensar que raio de marido ela tem, já pronta a dar-lhe dois pares de estalos, completamente solidária contigo e, afinal, era um sonho!! Ou melhor, um pesadelo.

Shakti disse...

LOL-Bolas...sofrer mesmo até ao fim...o que vale é que foste salva pelo despertador...sim porque o marido esse dormia descansadinho ...LOL

bjs e bom fim de semana

ameixa seca disse...

Fogo... já me estava aqui a agarrar à cadeira com tanto suspense. Ainda matas alguém de ataqu cardíaco mulher! Tu não faças mais isto :)

José António disse...

Os homens suportam até os pesadelos que as atormentam. Eu, se estivesse no lugar do teu marido, estaria interessado em conhecer pessoalmente o Valter Lemos.

Saltapocinhas disse...

ihihih!

foi mesmo um pesadelo horrível e cheio de pormenores: se tivesse jeito para desenho podia desenhar o "bar da universidade" ao pormenor!!
(e nem faço ideia se existe um bar na universidade! nem deve haver lá bares abertos à noite!)

e realmente acordei molhada, mas não era da chuva, era do suor do susto e da raiva!!

e não podia contar no início que estava a sonhar: têm de sofrer um bocadinho como eu sofri!!

Saltapocinhas disse...

jose antonio: quero aqui esclarecer que o meu marido é um querido, e jamais lhe apresentaria tal personagem!!

aflores disse...

Bem me parecia que havia "gato escondido com rabo de fora". Mas fiquei assustado...Ainda por cima, num dia em que mais uma professora foi agredida por sua Exa. o Paizinho de uma aluna (1º ciclo!!!!), por esta ter sido impedida pela professora de atender o telemóvel em plena sala de aula.

(já pedi desculpa pelo "erro matemático" no comentário do post anterior)

Beijos e abraços....porque gosto das duas coisas :)))))

Angel disse...

Até ue q ñ conheço o marido pessoalmente (nem a ti) estava a ficar admirada, pq já lhe teceste mts elogios e eu ñ o estava a reconhecer nessa situação :) Outra Prof. agredida?? Onde?? Ontem ñ vi o noticiário...

mfc disse...

Huummm... marido sofre!

maria disse...

Os maridos fazem cada 1 de vez em qd... mas esta... sinceramente, foi de mais, nem sei como ficou perdoado!!! Eu cá tb n perdoava enquanto estivesse assim em estado de choque! à hr de almoço tá bem, boa hr, já estava + acordadita! LLLOOOLLL
Cumps mm

TINTA PERMANENTE disse...

Conselho (para o marido):
nos próximos dias, perdão, nas próximas noites, é mais seguro não deixá-la dormir: assim, assegura-se que não há sonhos...

abraços!

Didas disse...

Lol! Tadinho!

Grilinha disse...

A meio da leitura já estava desconfiada que algo estava errado mas das duas três ;)

Ou o teu marido não estava bem da cabeça, ou tu estavas sob o efeito de algum calmante.

felizmente que foi a 3ª opção - sonho eheheheheh

Mimos da Dora disse...

pois... um dia destes o meu marido traíu-me com outra, uma "pirua", e ainda o admitia a sorrir... quando acordei e o vi só me apetecia bater-lhe até me cansar... coitadito!
vou por agora, mas volto! adorei este blog e vou ter de o ler todinho!