1 de julho de 2005

Surrealismos

Imaginem um daqueles filmes "experimentais", de um realizador que ninguém conhece e que ninguém vê mas que aparece com 5 estrelas nos jornais...
Daqueles em que as paisagens são estranhas, as personagens mais estranhas ainda, feias, sujas, más e com qualquer defeito físico que as torna assustadoras...

Pois aqui perto de minha casa há uma personagem assim.
Tudo o que possam imaginar pela minha descrição, acreditem que ficará aquém da realidade...
Imaginem então um normalíssimo portão.
À entrada muitas latas cheias de ramos de flores para vender.
O portão está aberto para um pátio, mas para entrar temos de contornar as latas com flores, os sacos de batatas e caixas e mais caixas com os mais variados frutos e legumes (tudo fresquíssimo e com óptimo aspecto).

Até aqui nada de surrealista...

Mas, quando entramos portão adentro damos com um velhote sempre sentado a uma mesa coberta com um plástico. Na mesa há sempre um prato com restos de comida, migalhas, papéis e moedas. À volta da mesa, moscas, moscas e mais moscas e um cheiro nauseabundo.
Atrás do velho, um rádio mais velho ainda que ele mas com o som tão alto que, ao pé daquilo, numa discoteca o som é "som ambiente"...
Temos de nos entender por gestos.
Ainda não percebi se o velho é surdo mesmo ou se não ouve por causa do rádio...
Eu normalmente pago com mais dinheiro do que o necessário para evitar perguntar quanto custa. E espero pelo troco enquanto, com uma mão seguro nas flores, com a outra seguro na carteira e não me sobra nenhuma para sacudir as moscas (ai que falta me fazia uma cauda!)

Hoje, enquanto esperava pelo troco e tentava ir-me mexendo por causa das moscas, reparei numa coisa que nunca tinha visto antes: das traves de madeira que sustentam o telhado estão suspensas (penduradas) dezenas de sacas de plástico cheias de caixas de medicamentos (juro!!). Só não sei se estarão vazias ou cheias...

E lá vim eu embora com as minhas flores, fresquíssimas e baratas!
Acreditam se eu vos disser que me piro de lá a toda a velocidade porque o velho me mete medo?
Brrrrrrr!!

19 comentários:

Grilinha disse...

É um pouco assustador :)

guevara disse...

LOL lol lol lol lol

Que situação...

Caracolinha disse...

Adorei a descrição. Eu ia adorar ir lá contigo !!!!

Quanto mais não fosse sempre ficava ao teu lado e, com uma mão sacudia as tuas moscas, e com a outra, as minhas !!!!

É bom olhar para a diferença com esses olhos !!!!

Parabéns !!!! ~:o)

Beijinhos da Caracolinha !!!!

SaltaPocinhas disse...

@@ CARACOLINHA: Estás convidada, desde já!

Vespinha disse...

Para comprar as flores,ainda faço companhia,mas para os legumes e frutas,já não prometo nada!

Viste o "Delicatessen"? A tua descrição fez-me lembrar o homem da cave húmida cheia de Caracoletas!Rsrsrs

Beijinho Vespúcio!

SaltaPocinhas disse...

@@ VESPINHA: O homem faz-me lembrar a personagem de um filme, mas não sei qual, talvez seja esse...Eu só compro lá flores, mas as frutas e os legumes estão ao pé do portão, longe do velho das moscas. são mais frescas e saudáveis do que as que nós compramos por aí nos hipers onde toda a gente põe a mão!

Caracolinha disse...

Bem Vespinha, apesar de seres a minha melhor amiga devo dizer-te que não gostei nada dessa do "Delicatessen" ... uma cave cheia de CARACOLETAS ???? Há lá coisa mais linda ????

Saltapocinhas, minha querida, fica a promessa de um encontro ai nesse sítio, que deve ser a delícia de pessoas que gostam de pessoas, como eu.

É bem verdade o que dizes acerca dos legumes, é muita vezes nesses sítios que se encontram as coisas e as pessoas mais puras ...

Vamos até Aveiro Vespinha ????

Beijos Encaracolados ~:o)

Freddy disse...

Alto personagem...
Descreve-os mais...

Bejitos da Zona Franca

Zecatelhado disse...

Olá!
O tempito ultimamente tem sido pouco para estas coisas, mas sempre que tenho um furinho venho visitar os amigos ++.

Um abração do
Zecatelhado

mfc disse...

É mesmo surreal....
Valham as flores baratas!

Abelhinha disse...

Surreal, surreal, era um colega meu de trabalho.

Ele não era porco nem nada assim, mas... um dia resolvemos contar quantas vezes ia ele à casa de banho.

Em 30 minutos contei 32! Em abono da verdade, em algums destas vezes ele só abria a porta e não entrava, outras cuspia no lavatório e saía (diziam no corredor outros homens que se tinha cruzado com ele no WC)

:$

Thita disse...

Bom dia.
Coitadinho do velhote, Se calhar não tem ninguém para tratar dele...
Mas lá vai fazendo pela vidinha dele, não é?
A Junta de Freguesia não pode ajudá-lo?

Quando lá fores dá-lhe um beijinho por mim.

SaltaPocinhas disse...

@@ THITA: Não deixaste rasto, por isso respondo-te aqui. não tem nada a ver a pena ou o tadinho do velhote com a decoração do ambiente, com a sua postura face aos clientes... Não lhe dou o beijinho que me pediste porque, como escrevi no post, o velhote mete-me medo, nem me chego perto dele. Quanto á Junta de Freguesia, ele é que a pode ajudar e não o contrário pois, segundo dizem as pessoas que o conhecem o velho é podre de rico!

LUA DE LOBOS disse...

gostei muito e vou voltar
xi
maria

Squeezy disse...

lol.... já podes escrever um guião.. pra um filme de terror

Morsa disse...

Epá, pela descrição bem pormenorizada, não gostava de ter um vizinho assim! Mas se as flores são fresquinhas e as outras coisas que ele lá vende são de óptima qualidade e aspecto, alguma coisa de boa ele há-de ter porque para ter legumes e frutas nessas condições é preciso muito trabalho!
Beijokinhas grandes

lique disse...

xiiii... que ambiente! Lá que dava um filme, dava... :) Beijinhos e bom resto de domingo.

Micas disse...

oix! como ja te havia dito tens que me dizer qual o numero do template que queres para eu te ajudar....

Carla disse...

Eu acho que também teria calafrios, brrrr! Beijos :)