Como eu resolvia tudinho

Na segunda-feira debatia-se na RTP1 o grande problema da sustentabilidade da Segurança Social.
Eu resolvia o problema num instante com estas medidas simples e eficazes:

Os reformados podem (e devem) fumar pelo menos 2 maços de tabaco por dia.
Não serão jamais autuados nem que tenham mais álcool que sangue no sangue (podiam baixar o preço do vinho para a terceira idade)
Não se aviam medicamentos a quem tiver mais que 65 anos, nem que seja uma aspirina.
Entrada proibida nos hospitais, centros de saúde e afins a maiores de 65 anos.

E também para acabar com esta treta de discussões sobre a idade da reforma, passaria a funcionar assim: toda a gente trabalha até morrer e pronto! (esta medida, embora à socapa, já está a ser implementada - adoro esta palavra - basta ver a quantidade de gente que morre a trabalhar!)
Esses sim, são os verdadeiros patriotas!
Em pouco tempo voltávamos a ter outra vez mais "activos" que reformados e estava o problema resolvido!
Sou ou não sou um génio??

(se eu deixar de aparecer por aqui é porque fui convidada para o governo e depois só escrevo em locais onde me paguem!! Eventualmente também aparecerei em interessantes debates televisivos).

Comentários

Hindy disse…
Então espero para te ver na ribalta! :)
Paula disse…
Não há dúvida que esta Mulher é de grandes ideias!!!
jorgesteves disse…
Embora as medidas preconizadas não sejam muito originais (o governo e os patrões vão tratando da coisa...), seriam eficazes, sem dúvida...
jorgesteves
Clitie disse…
Como posso votar em ti?...Lol

Bjks e bom fim de semana
Carla Silva disse…
Podes contar com o meu apoio e o meu voto.
Beijinhos.
Ricardo Garcia disse…
Eu acabava com o Rendimento Social de Inserção. É uma bandalheira. E sou assistente social, sei do que falo.
polittikus disse…
ara além de querer baixar a taxa média de vida, deves ter acções da TABAQUEIRA. hahahahaha
Regresso com um post que me é dirigido! Então, estás a querer que morra já? Eu não fumo, bebo moderadamente, engulo diariamente 6 remédios - a única coisa que podia continuar a fazer era trabalhar mais uns anitos (e como estive até aos 70, que diabo, bem podem dar-me agora uma daquelas pensões... como é que se diz, "principescas"!). Olha, ontem passei no Alfa ao pé da tua escola!
Emiéle disse…
Genial!!!!
Clap, clap, clap!!!!
Desculpa o abuso, mas escrevi um post lá no Pópulo com citações do teu maravilhoso raciocínio!
Brilhante, mulher! Estás a perder-te, devias ter a pasta das Finanças.
Joaninha disse…
Vim agora mesmo do Pópulo, atrás do teu post, e está realmente genial como a Emiéle disse.
Formidável!!!
É que realmente a resposta só pode mesmo ser essa, Saltapocinhas. Se nos envergonham do desplante de termos aumentado a esperança de vida, vamos lá a ver se a baixamos, né?
Um abraço!
pekala disse…
E eu vou estar em frente à tv a ouvir-te com toda a atenção:)
aflores disse…
Tu já percebeste (é óbvio que sim)que o alargamento da idade da reforma, é única e simplesmente para dar tempo aos candidatos de...morrerem. Assim, o Estado vai poupando uns euros.
SaltaPocinhas disse…
@@JOANINHA: Bem vida ao mundo das fábulas!!
Já por cá andam a formiguinha, a grilinha, a abelhinha, a caracolinha e até um mocho falante! Faltava mesmo uma colorida joaninha!! Espero que voes muitas vezes até aqui, e não só quando a Emiele mandar!!
PN disse…
Ora aí está um excelente programa! Não me admira mesmo nada que te dêem uma pasta...
AnaCristina disse…
Posso acrescentar uma coisita?

É que em vez de haver salas de chuto, vai haver salas de sexo...
Ah e está proibida a venda de pilula e métodos contraceptivos.

Assim, o pessoal aumenta a natalidade à força toda...

:D
SaltaPocinhas disse…
@@ANACRISTINA: Boa!! Não me vou esquecer de te convidar para minha acessora, com ordenado à altura e reforma principesca...Sim, que a austeridade não é para todos!!

Mensagens populares deste blogue

O vagalume e o sapo

O respeito

Fábula moderna