1 de maio de 2006

Dia de malandrar

Este dia está mesmo mal baptizado: "dia do trabalhador" como?
Os centros comerciais estão abertos, hoje de manhã dei por aí uma volta e fartei-me de ver gente no amanho das terras...
Apenas uma pequena parte está hoje à boa vida...

E façam um pequeno exercício de imaginação: quando pensam em trabalhadores imaginam o quê? Se forem como eu imaginam pessoas a trabalhar em fábricas, nas obras, nas escolas, nas lojas,...
E quando pensam em "ricos"?
Com certeza imaginam piscinas, mansões, viagens, golf... Aposto que a palavra "rico" não põe ninguém a pensar numa pessoa a trabalhar!
Donde se conclui que para se ser rico não se pode trabalhar!

Por isso, vou dar um passeio.

Entretanto deixo este filme dedicado a todos os pobres como eu, para verem como a vida dos ricos é difícil, taditos!!
E vivam todos os verdadeiros trabalhadores, mesmo os que hoje estão a gozar uma merecida pausa, mas principalmente aqueles que, apesar de hoje ser o dia deles, se encontram a trabalhar!

10 comentários:

Hindy disse...

Realmente os ricos têm uma vida muito complicada! :)
Viram bem a correria que o "pobre" do homem teve para nada?

Delfim Peixoto disse...

Pois...para uns descansarem, outros têm de trabalhar, coomo no Natal, Pasagem de Ano, e outros Feriados...é a vida!
O que eu penso ( e não sou nada retrógrado) é que metade dos feriados deveriam acabar!
Somemos os dias em que o país pára, além das merecidas férias, e verificamos que recebemos 14 meses, trabalhamos mais ou menos dez e meio e a produtividade vai para os chineses, japoneses, e alguns novos menbros da U.E..
Sem querer ser moralista, se durante 4 anos houvesse metade dos feriados, acredito que venceríamos qualquer outro país do Mundo!Mas, mesmo assim, viva o 1.º de Maio!
( Desculpem avisar que o meu endereço mudou para transparenciasereflexos2.blogspot.com lá podem redireccionar para os outros.9
Um abraço !

Delfim Peixoto disse...

Perdoem os erros de digitação!
( Erro imperdoável, talvez)

SaltaPocinhas disse...

@@ DELFIM: Não concordo nada contigo! Então nós criticamos os chineses pot trabalharem demais, e agora queres que nos tirem os feriados??
Não sei de cor, mas já li algures que nós nem somos o país da europa com mais feriados! E somos um dos paises onde se trabalha mais horas, onde o comécio está mais tempo aberto... Não é por aí que se vence esta batalha. É por trabalharmos a sério quando é para trabalhar!!

Delfim Peixoto disse...

Saltapocinhas, eu não sou contra os feriados até porque eles sabem muito bem...poderíamos talvez seguir o modelo espanhol de atrasar ou adiantar os feriados para as quartas-feiras dado que muitas industrias não podem sobreviver com o liga e desliga das máquinas havendo algumas que por consequencia marcam as ferias do pessoal exactamente para estes dias...
Não quero que fique zangada comigo

SaltaPocinhas disse...

@@ DELFIM: eu não me zango com ninguém :-)
O que atrasa as nossas industrias é o preço que pagam pela energia e pelos combustíveis. E é também sermos um país mais de "patrões" - muitas vezes ignorantes - que de empresários competentes!
E as fábricas com máquinas complicadas não fecham nunca, nem aos fins de semana (pelo menos as que eu conheço!)

Mocho Falante disse...

olá viva. Espero que tenhas tido um excelente feriado!

O meu soube que nen ginjas ainda por cima vai continuar até ao próximo Domingo

Beijocas

SaltaPocinhas disse...

@@MOCHO: que inveja, buááááááá

Emiéle disse...

Primeiro o video é giríssimo. Que complicação ser rico, não é?
Depois respondeste tal e qual o que eu ia dizer ao Delfim, apesar de eu entender o que ele quer dizer. Mas exactamente como disseste, não temos nem mais nem menos feriados do que a média dos outros países. Uma vez dei-me ao trabalho de ver isso (deram-me uma agenda que trazia os feriados de todos os países do mundo) e conclui, com máquina de calcular ao lado, que estamos exactamente na média! Claro que se podia fazer como os ingleses e encostar os feriados ao fim-de-semana para evitar as pontes, mas isso queria também dizer que quando o feriado cai no fim-de-semana passa para o dia útil a seguir como eles fazem...
Tal como a saltapocinhas acho que o que temos é patrões a mais e sobretudo maus patrões, que não sabem gerir as suas empresas como deve ser. Porque a verdade é que os portugueses quando imigram, com os patrões estrangeiros até produzem, não é?

SaltaPocinhas disse...

@@ EMIÉLE: É isso mesmo! Os portugueses são, no estranjeiro, os trabalhadores preferidos porque são trabalhadores, honestos, responsáveis... Então porque não funcionam cá?
Eu cá quando faço um teste que corre mal a todos os alunos ponho a culpa no teste, não neles (tadinhos!)